Fique Atualizado! Receba grátis as atualizações do Pedreirão.

DDS: Diálogo Diário de Segurança, Passo a Passo!

9 de junho de 2012

Amigos, a segurança do trabalho no canteiro de obras é fundamental. Todas as empresas devem cumprir as rotinas de segurança do trabalho e a NR-18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção.

Veja o link da NR-18: http://www81.dataprev.gov.br/sislex/paginas/05/mtb/18.htm

DDS-dialogo-seguranca-obra-como-fazer-dicas-pedreirao

Um dos primeiros e mais importantes tópicos de segurança nas obras é o DDS, diálogo diário de segurança ou DSS diálogo sobre segurança. Veja agora um passo a passo como fazer ou implantar o DDS na sua obra:

1. Horário do DDS

O DDS deve ser no início da manhã, logo que bater o sinal as 7h, após o café da manhã.

2. Local

O DDS deve ser feito dentro do refeitório com a presença de todos os profissionais. Obras muito grandes podem ser feitos por equipes na frente de serviço.

3. Quem ministra o DDS?

O DDS deve ser ministrado por alguém da equipe do SESMT, geralmente o técnico de segurança.

4. Presença dos Líderes

Mestre-de-obras, encarregados devem estar presentes, obrigatoriamente.

5. Livro DDS

Deve haver um cronograma de temas abordados nos DDS. Aborde sempre temas relacionados a fase em que a obra se encontra.

Macete 01: Evite abordar temas polêmicos como Aids, religião, drogas, álcool.

6. Tempo de duração

O DDS deve ter um prazo máximo de duração de 15 minutos. O ideal é entre 5 e 10 minutos.

7. Evite temas polêmicos

Evite abordar outros temas que não sejam segurança no trabalho para não polemizar.

8. Aproveite para dar recados rápidos

Pode-se aproveitar o esse horário em que todos estão reunidos para transmitir recados coletivos como horário de trabalho, cartão de ponto, horário de atendimento do Departamento Pessoal, compensação de horas, limpeza, higiene e organização, etc.

Macete 02: Cuidado com a forma com que o Técnico de Segurança fala para os profissionais. Você não precisa de um palestrante fazendo show para a mão-de-obra direta.

9. Envolva os Líderes

Envolva os encarregados e Cipeiros (membros da CIPA) nos DDS. Faça que alguns dias da semana eles façam os DDS para os profissionais da obra.

10. Alguns temas para abordar

trabalho em altura, utilização do cinto de segurança, trabalho em andaimes, cuidado com máquinas manuais, limpeza e organização da obra, utilização dos EPIs, movimentação das máquinas, transporte de materiais, dentre outros.

O DDS é muito importante para conscientizar os profissionais dos riscos que temos nas obras. Entretanto é não substitui o acompanhamento diário e contínuo que deve ter na obra e os treinamentos de segurança. Tudo isso deve acontecer com o apoio dos encarregados e mestre-de-obras para que tenha-se uma obra segura e sem acidentes.

Abraço a todos!
Pedreirão.