Fique Atualizado! Receba grátis as atualizações do Pedreirão.

Diferença entre Custo Direto e Despesa Indireta de uma obra: Aprenda agora!

4 de janeiro de 2017

Amigos, no orçamento de qualquer obra existem dois componentes que são distintos: Os Custos Diretos e as Despesas Indiretas.

Eles são fundamentais (e o verdadeiro diferencial) para a elaboração de um Roteiro de Orçamento de sucesso, que vai se aproximar ao máximo do real custo de uma obra nova, uma reforma ou retrofit.

A primeira vista, o conceito de custo direto e despesas parece simples e de fácil entendimento, mas tem se revelado um enorme desafio para os profissionais da construção (engenheiros, arquitetos e estudantes) que não trabalham diretamente em um departamento de orçamentos ou em uma equipe de Engenharia de Custos.

Por isso, se você quer ampliar seu conhecimento sobre custos de obra e orçamentos, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final.

O orçamento de uma obra tem uma importância dupla, porque ele validada o estudo de viabilidade de um empreendimento e é a referência para toda a fase de construção.

Ao longo de anos trabalhando em obras e nos 6 anos de existência do Pedreirão, sempre que conversava sobre custos, composição de orçamento, indiretos, overheads, BDI e outros temas de orçamento de obras, percebi que poucos engenheiros, arquitetos e profissionais de gestão de obras tinham o conhecimento profundo e necessário do assunto. O que as pessoas mais se enrolavam para definir era, justamente, Custos Diretos e Despesas Indiretas.

Recentemente, fiz uma pesquisa com um grupo de 27 pessoas composto de engenheiros, arquitetos e alguns estudantes e… Pasmem, 77% deles não souberam responder de forma direta, objetiva e (o mais importante) correta sobre que seria custo e despesa. Perdiam-se nos exemplos, coçavam a cabeça e por fim ficavam sem graça por não terem certeza. Apenas 6 pessoas (23%) souberam responder com propriedade.

Entretanto, entre os entrevistados foram unânimes em afirmar o quanto o conhecimento sobre o orçamento e seus subitens (custo e despesa) eram importantes no dia a dia de uma obra, ou para apresentar uma proposta a um cliente com segurança.

É justamente por isso que decidi escrever esse artigo, para apresentar esses conceitos de uma forma simples, direta e objetiva, para você aprender definitivamente a diferença entre Custo Direto e Despesas Indiretas.

Esse artigo vai te ajudar a:

  • Aprimorar o conhecimento para elaborar um orçamento de obra correto
  • Segurança para validar o estudo de viabilidade de um empreendimento
  • Conhecer o real custo de uma obra
  • Auxiliar na montagem do BDI de uma obra
“Não se gerencia o que não se mede,
não se mede o que não se define,
não se define o que não se entende,
e não há sucesso no que não se gerencia

            William Edwards Deming

Custo Direto

O Custo direto de uma obra é o resultado da soma de todos os custos unitários dos serviços necessários para a execução, mais os custos da administração local.

O custo direto é subdividido em:

Custos unitários

São todos os custos ligados diretamente a execução da atividade, geralmente fazem parte das CPUs – Composições de Preço Unitário ou CCUs – Composição de Custo Unitário:

  • Material (cimento, tijolo, argamassa, brita, aço, esquadrias, tinta, louças, cerâmicas, gesso, etc.);
  • Mão-de-obra direta (pedreiro, armador, carpinteiro, pintor, ajudante, encarregado, eletricista, encanador, etc.);
  • Máquinas e equipamentos (retroscavadeira, caminhão, andaimes, compactadores, etc.), sejam eles locados ou próprios.

Custos de administração local de obra

A Administração de obra são todas as atividades de gestão da obra, inclusive a estrutura física necessária. Ela é composta por:

  • Equipe de Gestão de obra (engenheiros, técnico em edificações, estagiários, mestre de obras, encarregados, etc)
  • Equipe Administrativa (Administrativo, auxiliar administrativo, DP, RH, almoxarifado, etc.)
  • Equipe de Segurança do Trabalho, Qualidade, Médica e Meio Ambiente (Engenheiro e técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Meio Ambiente, etc.);
  • Alimentação, transporte, equipamento para proteção individual (EPIs), exames médicos e ferramentas;
  • Mobilização e desmobilização de obra;
  • Canteiro de obras (escritórios, banheiros, refeitório e almoxarifado, tapumes e placa de obra, etc.);
  • Custos para a manutenção da obra/canteiro, como água, energia, internet, limpeza, aluguel, etc.

Macete 01: No dia-a-dia de obra é comum a equipe de gestão e administração de obra ser conhecida por Indireto de obra. Entretanto é importante ficar claro que toda essa equipe faz parte do custo direto da obra. Não faça confusão!

Despesa Indireta

As Despesas indiretas são os gastos que não estão relacionados exclusivamente com a realização da obra em questão. Esses gastos representam um percentual sobre o custo total da obra, por exemplo, os impostos, que são um percentual do faturamento e a administração central, onde cada obra contribui com um percentual da sua receita para custear o escritório central.

As despesas indiretas são:

  • Administração Central (Overheads)
  • Pagamento de tributos e impostos (Federais, Estatuais e Municipais)
  • Seguros
  • Garantias
  • Custos de Comercialização
    • Participação em licitações
    • Remuneração de agentes comerciais
    • Viagens
    • Publicidade
    • Propostas técnicas
    • Projetos
    • Documentos e licenças

Macete 02: Overheads, na Engenharia de Custos, faz referência aos custos da administração central da empresa.

A administração central é a estrutura da empresa Construtora ou Incorporadora que dá apoio a todas as obras. Em geral, a estrutura de um escritório central é composta por: direção geral da empresa, administração, financeiro, contabilidade, engenharia, suprimentos, recursos humanos, departamento pessoal, qualidade e segurança, manutenção, dentre outros.

BDI, onde ele entra nesse caso?

As despesas Indiretas estão intimamente ligadas ao BDI e, por isso, para que você consiga fechar o seu raciocínio de custos diretos e despesas indiretas, é fundamental apresentar o conceito de BDI.

BDI – Bonificação e Despesas Indiretas

Conceito imediato: É a parte do preço de cada serviço, expresso em percentual, que não se designa ao custo direto da obra ou que não está efetivamente identificado com a produção direta do serviço ou produto.

Macete 03: Todos os itens que fazem parte das Despesas Indiretas também fazem parte do BDI.

Macete 04: Diversas terminologias foram empregadas pela literatura especializada para descrever o significado da letra ‘B’ da sigla BDI, sendo as mais tradicionais ‘Bônus’, ‘Bonificação’ ou ‘Benefício’.

Após fazer o levantamento de todo o custo direto da obra e de todas as despesas indiretas, é realizado o Roteiro de BDI, gerando um percentual que é aplicado sobre todo o custo direto da obra.

Macete 05: Para empresas privadas, cada uma pode ter a sua própria fórmula de cálculo do BDI. Já para obras públicas, existe uma fórmula única de entendimento do TCU para ser aplicada nas propostas.

Resumo: BDI = “Lucro” + Despesas Indiretas

Como você pode perceber BDI não é lucro. (algumas pessoas acham que é…)

Exemplo de BDI

Uma obra de um prédio de 10 pavimentos possui um BDI de 38%.

Custo direto = R$6.500.000,00

BDI = 38% = R$2.470.000,00

Custo total obra = R$8.970.000,00

O BDI é uma sigla que nós profissionais de obras ouvimos todo o tempo, mas poucas pessoas também dominam a aplicação do BDI com excelência, por isso, em outro artigo vamos mostrar como é calculado o BDI de uma obra, qualquer obra, pública ou privada.

Conclusão

 “A maneira como você coleta, gerencia e utiliza as informações determina se você vai vencer ou perder.”

 Bill Gates

Para fazer um excelente orçamento de obra é fundamental saber a diferença entre custos diretos e despesas. Esse conhecimento, além de demonstrar maturidade técnica, e segurança ao elaborar um orçamento, fará que ele seja preciso, refletindo o mais próximo possível o verdadeiro custo de uma obra.

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário ou dúvida aqui embaixo e ajude dois amigos compartilhando esse artigo!

Abraço a todos!

Pedreirão.