Fique Atualizado! Receba grátis as atualizações do Pedreirão.

8 Fatores Impactantes em uma Concretagem com 8 Macetes Fundamentais!

Por:fabricio

Amigos, quando falamos que uma concretagem foi de qualidade, ou um concreto está com ótima qualidade, nos vem a cabeça primeiro se o concreto atingiu a resistência característica à compressão de projeto (fck) aos 28 dias de cura (Fcj=28).

Entretanto, atingir ou superar o Fck de projeto aos 28 dias de cura não é suficiente para garantir que a concretagem da peça estrutural foi ótima e esta peça está de qualidade.

A própria moldagem dos corpos-de-prova (CPs) acontecem em situação bastante diferente do concreto que será aplicado. Os CPs são moldados assim que o caminhão betoneira chega a obra, são colocados para secar a sobra e, em seguida, fazem a cura úmida imersos em um tanque com água.

Há vários aspectos que influenciam a qualidade de um concreto, vamos listar os 8 principais:

1. Qualidade das Formas e Escoramentos

Escoramento Pedreirao

As formas e escoramentos são responsáveis por dar forma a peça estrutural e distribuir a carga do concreto, aço e forma para o solo ou para outros elementos estruturais. Por isso, as formas devem estar bem travadas, alinhadas e aprumadas para que não corram o risco de abrir durante uma concretagem, formando brocas ou comprometendo o andamento da atividade. Em edifícios de vários andares, não esqueça do reescoramento do andar inferior.

Macete 01: Antes de iniciar a concretagem as formas devem ser molhadas para evitar do madeirite “chupar” água do concreto.

2. Conferir armação

conferir armacao pedreirao

Como o próprio nome diz, o concreto é armado, ou seja, possui  armações, e essas devem ser conferidas para que estejam de acordo com o projeto para que as peças desempenhem corretamente as suas funções estruturais.

Macete 02: Essa conferência deve ser feita posição por posição.

3. Fornecimento / Logística da Concreteira

logistica concreteira pedreirao

A concretagem deve ser contínua e ininterrupta, mesmo no caso de grandes volumes, por isso deve ser agendada e programada com a concreteira com antecedência para que não ocorram surpresas que geram uma quebra no ciclo de fornecimento, o que pode ocasionar juntas frias (juntas de concretagem) não previstas e que podem comprometer o desempenho estrutural da peça. Além disso, entupir uma bomba-lança, gerar hora-extra não programada, etc.

Macete 03: Cuidado para não aceitar caminhão vencido na obra! Confira todas as notas dos caminhões betoneira, veja o horário de vencimento do caminhão, assine e coloque data de início e término de lançamento.

4. Slump e Corpos-de-prova

Cp corpo prova

O slump test verifica o abatimento do concreto, ou seja, se o concreto está com o abatimento solicitado, ex: 10+/-2cm, 13+/-2cm, etc.

Macete 04: Caminhões com slump fora do solicitado devem ser devolvidos à concreteira.

Os corpos-de-prova (CPs) devem ser moldados, acomodados e transportados conforme a norma. São os CPs que vão para a prensa para verificar a resistência característica do concreto à compressão, o famoso Fck, que tem unidade de medida o MPa.

 5. Vibração do Concreto

Um ponto muito importante é a vibração do concreto durante a concretagem. Assim que a bomba lança o concreto na peça temos que entrar com o vibrador para que o concreto preencha todos os espaços da peça estrutural e adense, eliminando todos os espaços vazios, inclusive bolsas ou bolhas de ar. Essa vibração que vai garantir a formação de uma peça única de concreto que envolve as armações, impermeável e aderente.

Macete 05: Escolha os vibradores de acordo com a necessidade da concretagem. A vibração ideal é bastante sensível, não pode ser pouca porque deixa vazios e nem em excesso.

 6. Recobrimento das armaduras

espacador armacao obra

As armações em contato com o ar entram em processo de corrosão, por isso, o concreto deve obrigatoriamente recobrir as armaduras de acordo com o projeto de armação (ex: recobrimento de 3cm, 4cm, 5cm).

Macete 06: Os espaçadores de concreto que tem essa função de garantir o cobrimento mínimo entre a face da forma a face da armação.

 7. Cura Correta

cura concreto pedreirao

Atividade fundamental que ocorre após a concretagem. Após o Início de Pega, o concreto “endurece” através de uma reação química exotérmica, ou seja, com liberação de calor, do cimento em contato com a água, por isso que as peças estruturais são molhadas após o endurecimento e por mais 7 dias, para que essa reação aconteça de maneira lenta e contínua evitando a Retração com o surgimento de fissuras ou trincas, principalmente em lajes, que tem grande área concretada.

Macete 07: Utiliza-se cobrir as lajes com manta geotêxtil e molhar em seguida. A manta segura a umidade por muito mais tempo, fazendo uma cura perfeita.

8. Clima

Evite programar grandes concretagens em dias chuvosos para evitar que a água lave o concreto, fazendo com que ele perca resistência final. A mesma recomendação para dias de intenso calor, para evitar o surgimento de juntas frias e retração do concreto com o surgimento de fissuras e trincas.

Macete 08: No horário do almoço divida a equipe de concretagem em duas para fazer um revezamento e não paralisar a atividade.

Assim, é a soma de todos esses fatores que vai fazer que as estruturas de concreto armado tenham qualidade e vida útil longa, proporcionando segurança aos usuários e baixa possibilidade do aparecimento de patologias.

Relembre os 8 fatores

(1) Qualidade das formas e escoramentos;

(2) Conferir a armação;

(3) Fornecimento / Logística da concreteira;

(4) Slump e corpos-de-prova;

(5) Vibração do concreto;

(6) Recobrimento das armaduras;

(7) Cura correta;

(8) Clima.

Abraço a todos!
Pedreirão.
 
Abraço a Todos!
Pedreirão.